Clube Desportivo Amiense

 

Fundado a 1 de Agosto de 1954, o Clube Desportivo Amiense é o único clube da Vila de Amiais de Baixo, pertencente ao Conselho de Santarém. Este foi herdeiro de outros clubes que, apesar de nunca terem tido estatutos próprios e aprovação, não deixaram, contudo, de ser as sementes que possibilitaram a criação do que é hoje o C.D.Amiense.

O seu fundador e primeiro Presidente da Direcção foi o Sr. Prof. Júlio Cardoso Fernandes, que apesar de não ser natural de Amiais de Baixo, exercia as suas actividades profissionais nesta localidade, como professor do ensino primário. Graças à sua juventude, capacidade de ensino e, sentindo desde logo a necessidade do desporto, descobriu nos seus alunos aptidões para o futebol. Sabendo também, da existência, em Amiais de Baixo, dum velho campo de futebol, apesar de quase ao abandono e sem condições, este chamou-lhe a atenção a fim de poder proporcionar aos seus alunos a possibilidade de aprender e desenvolver as suas aptidões físicas e nomeadamente, a pratica do futebol. Infelizmente, por necessidade profissional, transferiu-se algum tempo depois para Lisboa, deixando a sua obra sem continuador e por esta razão o Clube ficou estagnado por alguns anos, embora com corpos gerentes eleitos.

 

O primeiro jogo oficial do Amiense foi a 15/08/1954, defrontando o Águias de Alpiarça, tendo o Amiense vencido por 5-2. Jogaram nesse jogo: Manuel Pedreiro, António Pereira, Coelho I, António D’Avó, Coelho II, João, Marcolino Pereira, Queiroz, Jorge, Canico da Branca, Zé Marinheiro e Arnaldo Cruz.

 

Em Novembro de 1962, alguns sócios do Cube Desportivo Amiense, resolvem substituir os corpos gerentes do Clube, pois a sua actividade era nula e nada faziam para dar continuidade à obra iniciada pelo seu antecessor.

Com a eleição da nova direcção, o Clube ganhou um outro ânimo, tornando-se numa colectividade mais activa e dinâmica. O C.D.A. foi então filiado na Associação de Futebol de Santarém e, paralelamente, foram feitas algumas obras no velho campo do Alviela para que fosse possível a pratica oficial do futebol. Aproveitando os antigos alunos do Prof. Júlio Fernandes, organizaram uma equipa de futebol sénior e em 1963 começa o CDA a disputar o seu primeiro Campeonato de Futebol – a 2ª divisão distrital da Associação de Futebol de Santarém.

Em 1966/67 o Amiense vence o primeiro campeonato da sua história. É campeão da 2ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Santarém.

No entanto, nem tudo foram rosas para o Clube, neste ano. Em 1967, o Campo de Futebol do Alviela é vendido. Este campo não era propriedade do Clube e os seus directores são informados pelos novos proprietários que, por necessitarem do terreno do campo, só autorizavam que o mesmo fosse utilizado até 1968.

Face a estas dificuldades (falta de instalações), direcção fez as diligências necessárias para a aquisição de um terreno, com vista à construção do Novo Campo de Futebol. Apesar das dificuldades financeiras e da falta de apoio oficial (nenhum), com a ajuda dos Amienses, das unidades industriais, em 3 de Novembro de 1969, era utilizado o Novo Campo de Futebol do Clube Desportivo Amiense – o Campo da Azenha, em jogo a contar para o campeonato distrital da 1ª divisão. É nesta época que o Clube tem, pela primeira vez, uma equipa de futebol jovem (Juniores).

Em 1970/71, volta o Amiense a ser campeão. É campeão distrital da 1ª Divisão, subindo assim, pela primeira vez, à 3ª divisão nacional.

Em 1972, por necessidade de melhor preparar a equipa de futebol sénior, o Campo da Azenha foi electrificado, sem qualquer subsídio oficial.

Até 1974 o Amiense disputa a 3ª divisão nacional. Em 1973/74 tivemos pela 1ª vez uma equipa de Juvenis.

Na época 1974/75, o Amiense volta a disputar o campeonato distrital da 1ª divisão e adquire, por esta altura, o seu primeiro autocarro. Mais uma valorização do património sem qualquer ajuda oficial.

Em 1975/76 o C. D. Amiense é campeão distrital de Juniores.

1976/77 é um grande ano a nível desportivo. O Amiense volta a ser Campeão distrital e é o primeiro Clube a vencer a Taça do Ribatejo.

De 1977 a 1980 participou na 3ª divisão Nacional, tendo em 1977/78, obtido o 4º lugar.

Em 1979/80 o Amiense fez, pela primeira vez, a equipa de Iniciados.

Durante a década de 80 o Amiense não obteve nenhum título distrital, mas conseguiu várias classificações meritórias nos diversos campeonatos distritais.

Sendo os títulos um factor importante no desenvolvimento dum Clube, o Amiense optou, nesta década, lançar alicerces com vista ao aumento do património.

O sócio, Sr. José Manata, ofereceu um terreno, com cerca de 1000 m2 ao Clube, para construção do Pavilhão Gimnodesportivo. A sua construção foi iniciada, assim como a construção dos novos balneários do campo de futebol. Foi adquirida mais uma viatura de 9 lugares e também foi construída uma garagem para as viaturas e arrecadação.

Nesta década, o C.D.Amiense organiza diversos espectáculos de âmbito recreativo e cultural, em recintos alugados ou emprestados. Desde 1985, com a cobertura do Pavilhão, Gimnodesportivo, estes eventos, bem como os espectáculos das Festas, passaram a ser realizados neste local.

Em 1990, o clube passou a instituição de utilidade pública (Diário da Republica, II Série , nº159, de 12/07/1990).

No inicio da década de 90 o Amiense continuou a lançar bases para um futuro mais risonho e conseguiu, uma vez que foi possível a conclusão do Pavilhão Gimnodesportivo (obra iniciada e concluida pela Comissão PróPavilhão, Chefiada pelo Sr. José Manata) e também foi construído o novo Bar do Campo da Azenha.

Nos últimos anos da década de 90 , e sob a Presidência de Joaquim Mário, o Clube dinamizou-se ainda mais, pois para além de se modernizar com instalações novas e proporcionar melhores condições aos espectadores, também o número de equipas e atletas foram aumentadas substancialmente. Assim foram efectuadas as seguintes obras: Acessos ao Campo, Alargamento do Campo da Azenha, Construção das novas bancadas (lado sul), Construção de novos muros do Campo da Azenha, Equipamentos do Pavilhão Gimnodesportivo, Paralelamente às melhorias patrimoniais, também a nível desportivo, o Clube aumentou o número de equipas e de modalidades. O Clube passou a ter 5 escalões em Futebol e criámos a modalidade de Basquetebol Feminino. Pela 1ª vez, uma SELECÇÃO NACIONAL PORTUGUESA, jogou em Amiais de Baixo, no Pavilhão Gimnodesportivo do C.D.A. Foi a SELECÇÃO NACIONAL DE FUTSAL, onde o resultado foi: PORTUGAL 3 – BÉLGICA 0;

Voltámos nesta década a obter títulos a nível distrital:

FUTEBOL: Campeão Distrital 2ª divisão 99/2000, em Juniores.

BASQUETEBOL: Campeão distrital da Associação de Basquetebol de Santarém, em Iniciados Femininos, em 1998/99 e 99/2000.

 

 

No inicio do século XXI, o Amiense continuou a valorizar o seu património, tendo conseguido realizar o seu maior sonho: Arrelvamento do Campo da Azenha foi conseguido em 2002, foi feita uma remodelação da rede eléctrica com novos equipamentos em 2002/2003, e foi concluída a construção de dois balneários, rouparia e da Bancada Norte.

Após o arrelvamento, o Amiense sofreu a sua maior tragédia de sempre, no dia 14 de Setembro de 2003, com o grande incêndio que devastou completamente o património do clube. Baqueou o relvado, duas viaturas, garagem da carrinha, sistema eléctrico e muitos outros equipamentos. Felizmente foi possível a reposição do relvado com a ajuda dos adeptos Amiense, e de muitas empresas, autarquias e particulares anónimos.

Face ao enorme esforço para o aumento do património do nosso Clube, as últimas Direcções não têm descurado as actividades desportivas, continuando a investir nas camadas de formação e, por isso, continuamos a obter títulos: no Basquetebol, Cadetes Femininos 2000/01, Cadetes Feminino 2001/02, Cadetes Femininos. 2002/03, Juniores Fem. 2002/03, Minibasquete Feminino 2002/03 e 2003/04, Iniciadas em 2004/05, no futebol: Escolas em 2003/04, em Futebol, 3º lugar Nacional em Basquetebol em Iniciadas 2004/05, Campeão Distrital de Futsal em 2004/05, Vencedor Taça Ribatejo 2004/05, Vencedor Supertaça 2005.

Em 2003 teve o Amiense, pela 1ª vez um atleta seleccionado para uma SELECÇÃO NACIONAL PORTUGUESA – Raquel Cordeiro, em cadetes femininos, tendo efectuado vários jogos em Espanha.

Em 2004, o C.D.Amiese comemorou o seu 50º, onde lhe foi atribuído pelo Governo da Republica Portuguesa, uma medalha de Mérito Desportivo e de Bons Serviços (Despacho nº 14/SED/2004, de 21/09/2004)

Na época 2005/2006 o Amiense encontrou-se a disputar as seguintes competições a nível Nacional:Campeonato Nacional da III Divisão, série D e Campeonato Nacional da III Divisão, série C.

Tendo sido conseguidos durante a época de 2005/2006, os seguintes títulos: Futebol no escalão de Sénior – Vencedor supertaça da A.F.S., Futebol no escalão de Infantis – Campeão distrital da A.F.S. (fomos a melhor equipa do distrito de Santarém neste escalão), Basquetebol no escalão de Cadetes – Campeão distrital da A.B.S.

Em 2006/2007 fomos Campeões Distritais de Juniores da 2ª divisão.

Na época 2011/2012 entra em vigor a modalidade de BTT, uma mais-valia para o clube, uma vez que vai dinamizar ainda mais o nosso Amiense.

Fonte: http://cdamiense.wix.com/cda#!o-clube

Lido 4575 vezes