O orgulho de ver Santarém como capital do futsal jovem em Portugal

Realiza-se já este fim de semana o maior torneio de sempre de futsal de formação do País, organizado pelo Vitória Clube de Santarém

Durante dois dias, o concelho de Santarém volta a posicionar-se no centro do futsal de formação nacional com um colossal evento transversal a todo o País: a 11 e 12 de Junho, na Nave e no Pavilhão municipais de Santarém, o Vitória Clube de Santarém puxará dos galões do seu reconhecido dinamismo e organizará o Vitória Futsal Cup - Masters 2016, o maior torneio de formação em solo português, batendo um novo recorde de distritos mobilizados em torno da modalidade no âmbito desta categoria de eventos.

No total, serão 18 as Associações Distritais representadas em mais uma cimeira de gigantes organizada pelo clube vitoriano, que coloca em merecido plano de evidência o futuro do futsal nacional, com o brilho inebriante dos escalões de petizes, traquinas, benjamins, infantis, iniciados, juvenis e juniores masculinos. Ao todo, serão quase 500 atletas a reluzir na cidade de Santarém!

O evento mantém-se fiel ao pioneiro conceito que assinalou a sua génese, contemplando apenas os clubes que contam com mais atletas de futsal federados em cada distrito, política que pretende enaltecer aqueles que, à custa de um quotidiano dinâmico e pejado de sacrifícios, carregam às costas a responsabilidade de promover e enaltecer a maior modalidade de pavilhão praticada em Portugal, uma tarefa hercúlea que, por vezes, não merece toda a atenção que os seus méritos e a sua capacidade de mobilização diariamente reclamam.

E só este critério referente à quantidade de atletas federados permite explicar a ausência nesta prova de alguns emblemas gigantescos em tradição e reconhecimento intra e além-fronteiras, como Sport Lisboa e Benfica ou Sporting Clube de Portugal, que, no âmbito particular do distrito de Lisboa, se vêem ultrapassados nesse ponto por Leões de Porto Salvo ou AD Quinta dos Lombos (presente em Santarém em dois escalões, à imagem que já havia sucedido em 2015), os dois clubes que, mais uma vez, lideram o ranking em termos nacionais.

 

De norte a sul, e cruzando o Atlântico

Entre as 9h30 e as 22h00 de sábado e domingo, 56 jogos colocarão em evidência o melhor que o futsal de formação nacional produz de lés a lés do País, percorrendo todo o território continental de Viana do Castelo ao Algarve e saltando até aos arquipélagos da Madeira e dos Açores, registando-se apenas as ausências, no plano continental, de representantes de Beja (distrito ainda com pouca expressão na modalidade, com apenas cinco equipas no âmbito da formação) e Aveiro (desistência do CRECUS, a uma semana da prova).

O CRC Quinta dos Lombos, campeão em traquinas e benjamins na edição transacta, regressa a Santarém com o estatuto de emblema participante com maior número de praticantes federados (173), seguido da Associação Granja do Ulmeiro, com 148 atletas inscritos na AF Coimbra, registo que lhe vale um surpreendente 3.º lugar no ranking do País. Seguem-se o Club Sport Marítimo (146), histórico emblema que volta a viajar da ilha da Madeira, e o clube organizador, o Vitória Clube de Santarém, cujos 126 atletas lhe valem o 9.º posto nacional (6.º, se se contabilizarem os atletas veteranos).

Das ilhas chega também o Sport Clube Barbarense, que se apresenta em terras escalabitanas como o digno representante dos Açores na prova, filiado na AF Angra do Heroísmo, e como detentor em título do Prémio Fair-Play do Vitória Futsal Cup Masters, oferecido pelo Plano Nacional de Ética no Desporto, um dos parceiros da iniciativa. De resto, regista-se a presença de outros nomes fortes do futsal luso, como a AD Fundão (AF Castelo Branco) ou o Burinhosa (AF Leiria).

Do distrito de Portalegre, chega o Eléctrico Futebol Clube, na condição de clube da sua Associação com mais jovens a desenvolver diariamente a prática da modalidade, estatuto partilhado pelos “vizinhos” alentejanos do Internacional Sport Clube, da AF Évora (em estreia após ausência de última hora em 2015), pelo Santa Marta do Pinhal (AF Setúbal) e pela AD Ponte da Barca (AF Viana do Castelo), o participante que habita mais a norte no mapa geral do torneio.

Receptivos a calcorrear as centenas de quilómetros que os distanciam da nova capital do futsal jovem nacional mostraram-se também alguns dos grémios com maior expressão no Norte do País: Restauradores do Brás Oleiro (AF Porto), Contacto Futsal (AF Braga), CSP Vila Flor (AF Bragança) e Escola de Futsal Johnson Januário (AF Vila Real) bafejarão Santarém com o contagiante sotaque do futsal nortenho, ofertando uma experiência inesquecível aos seus craques de palmo e meio e proporcionando aos seus emblemas a visibilidade merecida pelo esforço desenvolvido em prol da modalidade.

De entre o rol de intervenientes, salta à vista a quantidade de equipas campeãs distritais na época que agora finda, integrando esse lote os representantes dos outros distritos que, em 2015, não reuniram condições de atender à chamada: Guarda (com os infantis do GD Lameirinhas) e Viseu (pela mão dos benjamins do Viseu 2001).

Do extremo sul do País, trazendo na bagagem o calor futsalístico dos arredores de Portimão, chega-nos novamente o digno representante da AF Algarve, o Pedra Mourinha, clube que ao longo do ano proporciona competição a 78 atletas. Por fim, nota para as participações especiais de dois filiados na AF Santarém, o FutAlmeirim e o Núcleo Sportinguista de Torres Novas.

 

7 escalões jovens em prova

Aos 17 distritos envolvidos na primeira edição do Vitória Futsal Cup em formato Masters (o torneio começou por se vestir, em 2011, com outra roupagem) segue-se agora um novo recorde de 18 escolas distintas de abordar o futsal de formação, numa miscelânea desportiva e cultural que confere à competição um carácter único e apaixonante. O facto de se registarem 12 emblemas repetentes em relação a 2015 é um facto bem elucidativo do sucesso registado numa edição de estreia ousada e que revelou a ambição e a coragem do Vitória Clube de Santarém na sua assumida missão de elevar os nomes do clube e de Santarém a um elevado patamar qualitativo no âmbito da modalidade.

Em 2016, aumentam também os escalões envolvidos, com a adição dos petizes: das 7 categorias em prova, 4 terão competição nos dois dias do evento: benjamins, infantis, iniciados e juvenis. Com as competições estruturadas segundo um modelo de dois grupos de 3 equipas, apurar-se-ão as duas melhores classificadas, seguindo-se meias-finais e a grande final.

As categorias de petizes, traquinas (domingo) e juniores masculinos sub-20 (sábado) funcionarão apenas num dia, segundo o clássico modelo quadrangular.

 

Do Seleccionador Nacional ao Secretário de Estado do Desporto

O seleccionador nacional de futsal, Jorge Braz, um dos nomes fortes associados ao evento, tudo fará para repetir a presença do ano anterior, naquele que será um dos grandes aliciantes do Vitória Futsal Cup – Masters 2016, alimentando os níveis de entusiasmo e motivação das centenas de jovens candidatos a craque que se exibirão nas quadras da Nave e do Pavilhão municipais. Um chamariz que subirá ainda mais de tom caso se concretize a visita do padrinho do torneio, o histórico capitão do Sport Lisboa e Benfica e um dos atletas com mais internacionalizações pela Selecção Nacional, Gonçalo Alves, envolvido neste fim de semana, como em 2015, na luta pelo título nacional de seniores, na final diante do Sporting CP.

Confirmadas estão as presenças dos restantes membros da Comissão de Honra: João Paulo Rebelo (secretário de Estado do Desporto e Juventude), Ricardo Gonçalves (presidente da CM Santarém), Inês Barroso (vereadora do Desporto da CM Santarém), Francisco Jerónimo (presidente da Associação de Futebol de Santarém), Rui Manhoso (vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol), Pedro Dias (director para o futsal da Federação Portuguesa de Futebol) e Carlos Marçal (presidente da União de Freguesias da Cidade de Santarém).

 

Conferência de imprensa que destaca orgulho de ver Santarém no top 10 nacional

No passado dia 3 de Junho, realizou-se, no piso 2 do W Shopping, em Santarém, a conferência de imprensa que assinalou a apresentação oficial do Vitória Futsal Cup Masters 2016, contando com uma mesa abrilhantada por algumas das personalidades ilustres que compõem a referida Comissão de Honra, casos de Ricardo Gonçalves, Francisco Jerónimo, Rui Manhoso e Abílio Ribeiro (em representação da União de Freguesias da Cidade de Santarém), além do anfitrião André Tavares, da administração do W Shopping, parceiro do evento. Luís Martins, presidente da Direcção do clube, conduziu a conferência, na qual a comunidade vitoriana presente se embeveceu com palavras como as do líder da Associação de Futebol de Santarém, Francisco Jerónimo, que considerou que “o Masters é a confirmação da grande capacidade que este jovem clube tem de mobilizar os seus elementos e toda a comunidade, sendo um torneio que contribui de forma decisiva para o crescimento sustentado do futsal e que constituirá um marco para o futuro destes jovens”. E remata: “É muito bom para a Associação de Futebol de Santarém ver um clube seu filiado no top 10 de uma modalidade em termos de atletas inscritos”.

Já Rui Manhoso, vice-líder federativo, destacou: “Para a Federação Portuguesa de Futebol é uma honra a realização de um torneio desta envergadura, que consideramos ser já um dos maiores, senão o maior, no nosso país”. O histórico dirigente, que durante décadas liderou os destinos da AF Santarém, louvou “o facto de serem convidados clubes oriundos de todas as Associações do País, uma prova inequívoca de que o futsal deixou de ser o parente pobre do futebol”. E recorda: “Tive oportunidade de presenciar a edição anterior do torneio, e o que vi foi uma autêntica feira de trabalho e um grande dinamismo de todos os vitorianos”. Uma comunhão e um amor à camisola que se tem demonstrado decisivo na fulgurante ascensão do clube na última década.

O presidente da Câmara Municipal de Santarém, Ricardo Gonçalves, fez questão de frisar que, graças ao Vitória Futsal Cup, “a 11 e 12 de Junho, Santarém não só será a capital nacional da agricultura, como também do futsal”, enaltecendo a “vitalidade excepcional do Vitória Clube de Santarém e a presença de clubes de todos os distritos, o que prova que o torneio é já uma referência em termos nacionais”. “É para nós um enorme orgulho ter este torneio em Santarém”, considerou, confirmando a sua presença no evento.

Palavras corroboradas por Abílio Ribeiro, que apelou “aos jovens participantes que desfrutem deste momento”, congratulando “toda a organização do Vitória pelo excelente trabalho que tem vindo a desenvolver ao longo dos anos”.

Dois dias, dois pavilhões, 18 distritos, 36 equipas, cerca de 500 atletas e 100 técnicos, mais de 1100 refeições, 2000 lanches e centenas de alojamentos: este é um menu confeccionado à custa de vários ingredientes indispensáveis: organização, iniciativa, inovação, dinamismo, dedicação e muito, muito sacrifício por parte da vasta equipa que ergueu e sustenta este projecto, acompanhada pelos preciosos apoios oficiais, como os da Câmara Municipal de Santarém, da empresa municipal Viver Santarém, da Associação de Futebol de Santarém, da Federação Portuguesa de Futebol e da União de Juntas da Cidade de Santarém e da Junta de Freguesia do Vale de Santarém, além da enorme receptividade demonstrada pelo tecido empresarial do distrito e pelos demais colaboradores e entidades privadas, como a Escola Profissional do Vale do Tejo, um dos principais parceiros.

Factores que, conjugados, resultam naquilo que estará em exibição durante dois dias no palco dos sonhos do desporto de Santarém: o maior evento de futsal jovem que Portugal já presenciou. A 11 e 12 de Junho, todos os caminhos desembocam nos pavilhões municipais de Santarém!

Lido 4983 vezes