Sem dúvida o maior torneio de futsal jovem em Portugal!

Repetição do sucesso estrondoso de 2015 consolida estatuto do Vitória Futsal Cup Masters 2016

Foram 2 intensos dias, 2 pavilhões, 7 escalões de formação, 56 jogos, 36 equipas, cerca de 500 atletas, 100 técnicos, milhares de espectadores, 500 alojamentos, mais de 1000 refeições, cerca de 2000 lanches, e um recorde nacional absoluto de 18 distritos envolvidos numa competição deste âmbito: o Vitória Futsal Cup Masters 2016, organizado pelo Vitória Clube de Santarém nos passados dias 11 e 12 de Junho, constituiu mais uma vez uma enorme festa do futsal de formação e da juventude nacional, uma inesquecível experiência para todos os que a viveram e presenciaram, entre os quais o seleccionador nacional, Jorge Braz. Já não há dúvidas: Santarém assistiu à afirmação plena daquele que é, indubitavelmente, o maior torneio de futsal jovem do País!

Novamente alicerçado na reconhecida capacidade de planeamento e organização do Vitória Clube de Santarém, o projecto ergueu-se e concretizou-se à custa de um fantástico staff, que emprestou vastas horas de insuperáveis sacrifício, dedicação e paixão clubística, num trabalho que mereceu amplos elogios dos participantes que asseguraram a representação das 18 associações distritais em prova: Algarve, Angra do Heroísmo, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Guarda, Leiria, Lisboa, Madeira, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

Imagens raras de um Pavilhão Municipal de Santarém e de uma Nave Municipal de Santarém à pinha, repletos de entusiásticos adeptos a entoarem cânticos carregados com os sotaques futsalísticos de norte a sul do País, devem ser motivo de orgulho pela mobilização criada no concelho de Santarém e pela promoção da modalidade e dos nomes do clube e da cidade.

Duelos improváveis

O maior e mais transversal torneio de futsal de formação em solo luso fez novamente com que os extremos de Portugal se tocassem, com que as ilhas e o continente se abraçassem, com que um invulgar conjunto de diferentes culturas se embrenhassem, com que inúmeras novas amizades se concretizassem.

Proporcionaram-se, neste âmbito, momentos invulgares, deliciosos para a plateia e históricos para os seus intervenientes, como um clássico insular entre CS Marítimo (Madeira) e SC Barbarense (Açores), um duelo de extremos geográficos, entre a AD Ponte da Barca (Viana do Castelo) e o Pedra Mourinha (Algarve), ou um embate transmontano, opondo CSP Vila Flor (Bragança) e EF Johnson Januário (Vila Real). Tudo isto a centenas de quilómetros de casa, na embevecida anfitriã Santarém. Momentos inolvidáveis e de uma ímpar riqueza cultural, só possíveis pelo conceito do evento, que se propõe reunir somente os emblemas de cada distrito com maior número de atletas federados.

Vitória C. Santarém conquista 3.º título

O clube organizador voltou a honrar o seu estatuto de escola de futsal de referência em termos nacionais, terminando no pódio em 5 escalões e conquistando dois prémios de melhor marcador (o traquina Cristiano Bernardino e o iniciado Jony), além de outros dois de melhor guardião (o iniciado Paulo Nunes e o júnior Zé Schwarz).

Porém, o momento mais apoteótico das nobres prestações do Vitória Clube de Santarém seria a conquista da categoria de iniciados, escalão que integrava um feroz rol de consagrados tubarões no plano nacional, como AD Fundão, Burinhosa ou CS Marítimo. Os vitorianos, que compõem uma das mais cintilantes gerações da história azul, não se atemorizaram com o cartaz e levaram a cabo um percurso 100% vitorioso, que culminou numa vitória por 3-2 na escaldante final defronte do excelente Restauradores do Brás Oleiro (AF Porto).

Com este 1.º lugar, o emblema vitoriano isola-se no topo do ranking absoluto de conquistas no Masters (total de 3 títulos, após os 2 amealhados em 2015), desmarcando-se de Quinta dos Lombos (Lisboa, 2), Pedra Mourinha (Algarve, 2) e Eléctrico FC (Portalegre, 2).

 

Master Jorge Braz abrilhantou a festa

Num evento pejado de Masters, não podia faltar o maior… mestre: figurando pelo segundo ano consecutivo como ilustre membro da Comissão de Honra do Vitória Futsal Cup Masters, o principal seleccionador nacional de futsal, Jorge Braz, voltou a fazer questão de acorrer presencialmente à chamada, driblando a preenchida agenda futsalística que marcou o último fim de semana para se deleitar com o perfume destilado pelos jovens intérpretes que comporão o futuro do futsal nacional.

Rui Manhoso (vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol), Inês Barroso (vereadora da Câmara Municipal de Santarém) e José Branco (em representação do Secretário de Estado do Desporto e Juventude) foram outros dos integrantes da Comissão de Honra que se associaram à festa ao longo dos dois dias do evento. Ausente esteve, entre outros, o padrinho Gonçalo Alves, capitão do Sport Lisboa e Benfica, envolvido no play-off de apuramento de campeão do Nacional da 1.ª Divisão de Futsal.

Na hora do adeus a mais uma edição, sobra ao Vitória Clube de Santarém a sensação de dever cumprido e o deleite de absorver os elogios e o reconhecimento de todo o País por mais uma etapa finalizada na sua interminável missão: batalhar pelo fomento do fenómeno desportivo e, em particular, da modalidade que escolheu privilegiar. Um trabalho árduo do qual se retira uma evidência: o Vitória Clube de Santarém é já um Master na organização de eventos de futsal.

 

Eis as classificações completas do Vitória Futsal Cup Masters 2015:

Petizes: 1.º, Santa Marta do Pinhal (AF Setúbal); 2.º, Vitória C. Santarém; 3.º, FutAlmeirim (AF Santarém), 4.º, NS Torres Novas (AF Santarém). Melhor marcador: Rodrigo Furtado (Santa Marta do Pinhal). Melhor guarda-redes: Afonso Rapas (Santa Marta do Pinhal).

Traquinas: 1.º, Eléctrico FC (AF Portalegre); 2.º, Vitória C. Santarém; 3.º, CRC Quinta dos Lombos (AF Lisboa), 4.º, NS Torres Novas (AF Santarém). Melhor marcador: Cristiano Bernardino (Vitória C. Santarém). Melhor guarda-redes: Francisco Coelho (Eléctrico FC).

Benjamins: 1.º, Contacto Futsal (AF Braga); 2.º. A. Granja Ulmeiro (AF Coimbra); 3.º, Viseu 2001 (AF Viseu); 4.º Vitória C. Santarém, 5.º, Santa Marta do Pinhal (AF Setúbal); 6.º, NS Torres Novas (AF Santarém). Melhor marcador: Gustavo Silva (Granja do Ulmeiro). Melhor guarda-redes: Rui Vaz (Contacto Futsal).

Infantis: 1.º, EF Johnson Januário (AF Vila Real); 2.º, Internacional SC (AF Évora), 3.º, Vitória C. Santarém, 4.º, GDR Lameirinhas (AF Guarda), 5.º, CSP Vila Flor (AF Bragança); 6.º, SC Barbarense (AF Angra do Heroísmo). Melhor marcador: Paulo Santos (Internacional SC). Melhor guarda-redes: Eduardo Januário (EF Johnson Januário).

Iniciados: 1.º, Vitória C. Santarém; 2.º, Restauradores Brás Oleiro (AF Porto), 3.º, CCDR Burinhosa (AF Leiria), 4.º, CS Marítimo (AF Madeira), 5.º, AD Fundão (AF Castelo Branco); 6.º, SC Barbarense (AF Angra do Heroísmo). Melhor marcador: João Ribeiro “Jony” (Vitória C. Santarém). Melhor guarda-redes: Paulo Nunes (Vitória C. Santarém).

Juvenis: 1.º, Eléctrico FC (AF Portalegre); 2.º, CRC Quinta dos Lombos (AF Lisboa), 3.º, Ass. Granja do Ulmeiro (AF Coimbra), 4.º, Vitória C. Santarém, 5.º, EF Johnson Januário (AF Vila Real); 6.º, AD Ponte da Barca (AF Viana do Castelo). Melhor marcador: João Santos (Quinta dos Lombos). Melhor guarda-redes: João Esteves (Eléctrico FC).

Juniores masc.: 1.º, Pedra Mourinha (AF Algarve); 2.º, Vitória C. Santarém, 3.º, SC Barbarense (AF Angra do Heroísmo), 4.º, AD Ponte da Barca (AF Viana do Castelo). Melhor marcador: André Oliveira (Pedra Mourinha). Melhor guarda-redes: José Schwarz (Vitória C. Santarém).

Prémio Fair-play/Plano Nacional de Ética no Desporto: Sport Clube Barbarense (AF Angra do Heroísmo).

Lido 6456 vezes