21 junho 2016

Repetição do sucesso estrondoso de 2015 consolida estatuto do Vitória Futsal Cup Masters 2016

Foram 2 intensos dias, 2 pavilhões, 7 escalões de formação, 56 jogos, 36 equipas, cerca de 500 atletas, 100 técnicos, milhares de espectadores, 500 alojamentos, mais de 1000 refeições, cerca de 2000 lanches, e um recorde nacional absoluto de 18 distritos envolvidos numa competição deste âmbito: o Vitória Futsal Cup Masters 2016, organizado pelo Vitória Clube de Santarém nos passados dias 11 e 12 de Junho, constituiu mais uma vez uma enorme festa do futsal de formação e da juventude nacional, uma inesquecível experiência para todos os que a viveram e presenciaram, entre os quais o seleccionador nacional, Jorge Braz. Já não há dúvidas: Santarém assistiu à afirmação plena daquele que é, indubitavelmente, o maior torneio de futsal jovem do País!

Novamente alicerçado na reconhecida capacidade de planeamento e organização do Vitória Clube de Santarém, o projecto ergueu-se e concretizou-se à custa de um fantástico staff, que emprestou vastas horas de insuperáveis sacrifício, dedicação e paixão clubística, num trabalho que mereceu amplos elogios dos participantes que asseguraram a representação das 18 associações distritais em prova: Algarve, Angra do Heroísmo, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Guarda, Leiria, Lisboa, Madeira, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

Imagens raras de um Pavilhão Municipal de Santarém e de uma Nave Municipal de Santarém à pinha, repletos de entusiásticos adeptos a entoarem cânticos carregados com os sotaques futsalísticos de norte a sul do País, devem ser motivo de orgulho pela mobilização criada no concelho de Santarém e pela promoção da modalidade e dos nomes do clube e da cidade.

Duelos improváveis

O maior e mais transversal torneio de futsal de formação em solo luso fez novamente com que os extremos de Portugal se tocassem, com que as ilhas e o continente se abraçassem, com que um invulgar conjunto de diferentes culturas se embrenhassem, com que inúmeras novas amizades se concretizassem.

Proporcionaram-se, neste âmbito, momentos invulgares, deliciosos para a plateia e históricos para os seus intervenientes, como um clássico insular entre CS Marítimo (Madeira) e SC Barbarense (Açores), um duelo de extremos geográficos, entre a AD Ponte da Barca (Viana do Castelo) e o Pedra Mourinha (Algarve), ou um embate transmontano, opondo CSP Vila Flor (Bragança) e EF Johnson Januário (Vila Real). Tudo isto a centenas de quilómetros de casa, na embevecida anfitriã Santarém. Momentos inolvidáveis e de uma ímpar riqueza cultural, só possíveis pelo conceito do evento, que se propõe reunir somente os emblemas de cada distrito com maior número de atletas federados.

Vitória C. Santarém conquista 3.º título

O clube organizador voltou a honrar o seu estatuto de escola de futsal de referência em termos nacionais, terminando no pódio em 5 escalões e conquistando dois prémios de melhor marcador (o traquina Cristiano Bernardino e o iniciado Jony), além de outros dois de melhor guardião (o iniciado Paulo Nunes e o júnior Zé Schwarz).

Porém, o momento mais apoteótico das nobres prestações do Vitória Clube de Santarém seria a conquista da categoria de iniciados, escalão que integrava um feroz rol de consagrados tubarões no plano nacional, como AD Fundão, Burinhosa ou CS Marítimo. Os vitorianos, que compõem uma das mais cintilantes gerações da história azul, não se atemorizaram com o cartaz e levaram a cabo um percurso 100% vitorioso, que culminou numa vitória por 3-2 na escaldante final defronte do excelente Restauradores do Brás Oleiro (AF Porto).

Com este 1.º lugar, o emblema vitoriano isola-se no topo do ranking absoluto de conquistas no Masters (total de 3 títulos, após os 2 amealhados em 2015), desmarcando-se de Quinta dos Lombos (Lisboa, 2), Pedra Mourinha (Algarve, 2) e Eléctrico FC (Portalegre, 2).

 

Master Jorge Braz abrilhantou a festa

Num evento pejado de Masters, não podia faltar o maior… mestre: figurando pelo segundo ano consecutivo como ilustre membro da Comissão de Honra do Vitória Futsal Cup Masters, o principal seleccionador nacional de futsal, Jorge Braz, voltou a fazer questão de acorrer presencialmente à chamada, driblando a preenchida agenda futsalística que marcou o último fim de semana para se deleitar com o perfume destilado pelos jovens intérpretes que comporão o futuro do futsal nacional.

Rui Manhoso (vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol), Inês Barroso (vereadora da Câmara Municipal de Santarém) e José Branco (em representação do Secretário de Estado do Desporto e Juventude) foram outros dos integrantes da Comissão de Honra que se associaram à festa ao longo dos dois dias do evento. Ausente esteve, entre outros, o padrinho Gonçalo Alves, capitão do Sport Lisboa e Benfica, envolvido no play-off de apuramento de campeão do Nacional da 1.ª Divisão de Futsal.

Na hora do adeus a mais uma edição, sobra ao Vitória Clube de Santarém a sensação de dever cumprido e o deleite de absorver os elogios e o reconhecimento de todo o País por mais uma etapa finalizada na sua interminável missão: batalhar pelo fomento do fenómeno desportivo e, em particular, da modalidade que escolheu privilegiar. Um trabalho árduo do qual se retira uma evidência: o Vitória Clube de Santarém é já um Master na organização de eventos de futsal.

 

Eis as classificações completas do Vitória Futsal Cup Masters 2015:

Petizes: 1.º, Santa Marta do Pinhal (AF Setúbal); 2.º, Vitória C. Santarém; 3.º, FutAlmeirim (AF Santarém), 4.º, NS Torres Novas (AF Santarém). Melhor marcador: Rodrigo Furtado (Santa Marta do Pinhal). Melhor guarda-redes: Afonso Rapas (Santa Marta do Pinhal).

Traquinas: 1.º, Eléctrico FC (AF Portalegre); 2.º, Vitória C. Santarém; 3.º, CRC Quinta dos Lombos (AF Lisboa), 4.º, NS Torres Novas (AF Santarém). Melhor marcador: Cristiano Bernardino (Vitória C. Santarém). Melhor guarda-redes: Francisco Coelho (Eléctrico FC).

Benjamins: 1.º, Contacto Futsal (AF Braga); 2.º. A. Granja Ulmeiro (AF Coimbra); 3.º, Viseu 2001 (AF Viseu); 4.º Vitória C. Santarém, 5.º, Santa Marta do Pinhal (AF Setúbal); 6.º, NS Torres Novas (AF Santarém). Melhor marcador: Gustavo Silva (Granja do Ulmeiro). Melhor guarda-redes: Rui Vaz (Contacto Futsal).

Infantis: 1.º, EF Johnson Januário (AF Vila Real); 2.º, Internacional SC (AF Évora), 3.º, Vitória C. Santarém, 4.º, GDR Lameirinhas (AF Guarda), 5.º, CSP Vila Flor (AF Bragança); 6.º, SC Barbarense (AF Angra do Heroísmo). Melhor marcador: Paulo Santos (Internacional SC). Melhor guarda-redes: Eduardo Januário (EF Johnson Januário).

Iniciados: 1.º, Vitória C. Santarém; 2.º, Restauradores Brás Oleiro (AF Porto), 3.º, CCDR Burinhosa (AF Leiria), 4.º, CS Marítimo (AF Madeira), 5.º, AD Fundão (AF Castelo Branco); 6.º, SC Barbarense (AF Angra do Heroísmo). Melhor marcador: João Ribeiro “Jony” (Vitória C. Santarém). Melhor guarda-redes: Paulo Nunes (Vitória C. Santarém).

Juvenis: 1.º, Eléctrico FC (AF Portalegre); 2.º, CRC Quinta dos Lombos (AF Lisboa), 3.º, Ass. Granja do Ulmeiro (AF Coimbra), 4.º, Vitória C. Santarém, 5.º, EF Johnson Januário (AF Vila Real); 6.º, AD Ponte da Barca (AF Viana do Castelo). Melhor marcador: João Santos (Quinta dos Lombos). Melhor guarda-redes: João Esteves (Eléctrico FC).

Juniores masc.: 1.º, Pedra Mourinha (AF Algarve); 2.º, Vitória C. Santarém, 3.º, SC Barbarense (AF Angra do Heroísmo), 4.º, AD Ponte da Barca (AF Viana do Castelo). Melhor marcador: André Oliveira (Pedra Mourinha). Melhor guarda-redes: José Schwarz (Vitória C. Santarém).

Prémio Fair-play/Plano Nacional de Ética no Desporto: Sport Clube Barbarense (AF Angra do Heroísmo).

07 junho 2016

Realiza-se já este fim de semana o maior torneio de sempre de futsal de formação do País, organizado pelo Vitória Clube de Santarém

Durante dois dias, o concelho de Santarém volta a posicionar-se no centro do futsal de formação nacional com um colossal evento transversal a todo o País: a 11 e 12 de Junho, na Nave e no Pavilhão municipais de Santarém, o Vitória Clube de Santarém puxará dos galões do seu reconhecido dinamismo e organizará o Vitória Futsal Cup - Masters 2016, o maior torneio de formação em solo português, batendo um novo recorde de distritos mobilizados em torno da modalidade no âmbito desta categoria de eventos.

No total, serão 18 as Associações Distritais representadas em mais uma cimeira de gigantes organizada pelo clube vitoriano, que coloca em merecido plano de evidência o futuro do futsal nacional, com o brilho inebriante dos escalões de petizes, traquinas, benjamins, infantis, iniciados, juvenis e juniores masculinos. Ao todo, serão quase 500 atletas a reluzir na cidade de Santarém!

O evento mantém-se fiel ao pioneiro conceito que assinalou a sua génese, contemplando apenas os clubes que contam com mais atletas de futsal federados em cada distrito, política que pretende enaltecer aqueles que, à custa de um quotidiano dinâmico e pejado de sacrifícios, carregam às costas a responsabilidade de promover e enaltecer a maior modalidade de pavilhão praticada em Portugal, uma tarefa hercúlea que, por vezes, não merece toda a atenção que os seus méritos e a sua capacidade de mobilização diariamente reclamam.

E só este critério referente à quantidade de atletas federados permite explicar a ausência nesta prova de alguns emblemas gigantescos em tradição e reconhecimento intra e além-fronteiras, como Sport Lisboa e Benfica ou Sporting Clube de Portugal, que, no âmbito particular do distrito de Lisboa, se vêem ultrapassados nesse ponto por Leões de Porto Salvo ou AD Quinta dos Lombos (presente em Santarém em dois escalões, à imagem que já havia sucedido em 2015), os dois clubes que, mais uma vez, lideram o ranking em termos nacionais.

 

De norte a sul, e cruzando o Atlântico

Entre as 9h30 e as 22h00 de sábado e domingo, 56 jogos colocarão em evidência o melhor que o futsal de formação nacional produz de lés a lés do País, percorrendo todo o território continental de Viana do Castelo ao Algarve e saltando até aos arquipélagos da Madeira e dos Açores, registando-se apenas as ausências, no plano continental, de representantes de Beja (distrito ainda com pouca expressão na modalidade, com apenas cinco equipas no âmbito da formação) e Aveiro (desistência do CRECUS, a uma semana da prova).

O CRC Quinta dos Lombos, campeão em traquinas e benjamins na edição transacta, regressa a Santarém com o estatuto de emblema participante com maior número de praticantes federados (173), seguido da Associação Granja do Ulmeiro, com 148 atletas inscritos na AF Coimbra, registo que lhe vale um surpreendente 3.º lugar no ranking do País. Seguem-se o Club Sport Marítimo (146), histórico emblema que volta a viajar da ilha da Madeira, e o clube organizador, o Vitória Clube de Santarém, cujos 126 atletas lhe valem o 9.º posto nacional (6.º, se se contabilizarem os atletas veteranos).

Das ilhas chega também o Sport Clube Barbarense, que se apresenta em terras escalabitanas como o digno representante dos Açores na prova, filiado na AF Angra do Heroísmo, e como detentor em título do Prémio Fair-Play do Vitória Futsal Cup Masters, oferecido pelo Plano Nacional de Ética no Desporto, um dos parceiros da iniciativa. De resto, regista-se a presença de outros nomes fortes do futsal luso, como a AD Fundão (AF Castelo Branco) ou o Burinhosa (AF Leiria).

Do distrito de Portalegre, chega o Eléctrico Futebol Clube, na condição de clube da sua Associação com mais jovens a desenvolver diariamente a prática da modalidade, estatuto partilhado pelos “vizinhos” alentejanos do Internacional Sport Clube, da AF Évora (em estreia após ausência de última hora em 2015), pelo Santa Marta do Pinhal (AF Setúbal) e pela AD Ponte da Barca (AF Viana do Castelo), o participante que habita mais a norte no mapa geral do torneio.

Receptivos a calcorrear as centenas de quilómetros que os distanciam da nova capital do futsal jovem nacional mostraram-se também alguns dos grémios com maior expressão no Norte do País: Restauradores do Brás Oleiro (AF Porto), Contacto Futsal (AF Braga), CSP Vila Flor (AF Bragança) e Escola de Futsal Johnson Januário (AF Vila Real) bafejarão Santarém com o contagiante sotaque do futsal nortenho, ofertando uma experiência inesquecível aos seus craques de palmo e meio e proporcionando aos seus emblemas a visibilidade merecida pelo esforço desenvolvido em prol da modalidade.

De entre o rol de intervenientes, salta à vista a quantidade de equipas campeãs distritais na época que agora finda, integrando esse lote os representantes dos outros distritos que, em 2015, não reuniram condições de atender à chamada: Guarda (com os infantis do GD Lameirinhas) e Viseu (pela mão dos benjamins do Viseu 2001).

Do extremo sul do País, trazendo na bagagem o calor futsalístico dos arredores de Portimão, chega-nos novamente o digno representante da AF Algarve, o Pedra Mourinha, clube que ao longo do ano proporciona competição a 78 atletas. Por fim, nota para as participações especiais de dois filiados na AF Santarém, o FutAlmeirim e o Núcleo Sportinguista de Torres Novas.

 

7 escalões jovens em prova

Aos 17 distritos envolvidos na primeira edição do Vitória Futsal Cup em formato Masters (o torneio começou por se vestir, em 2011, com outra roupagem) segue-se agora um novo recorde de 18 escolas distintas de abordar o futsal de formação, numa miscelânea desportiva e cultural que confere à competição um carácter único e apaixonante. O facto de se registarem 12 emblemas repetentes em relação a 2015 é um facto bem elucidativo do sucesso registado numa edição de estreia ousada e que revelou a ambição e a coragem do Vitória Clube de Santarém na sua assumida missão de elevar os nomes do clube e de Santarém a um elevado patamar qualitativo no âmbito da modalidade.

Em 2016, aumentam também os escalões envolvidos, com a adição dos petizes: das 7 categorias em prova, 4 terão competição nos dois dias do evento: benjamins, infantis, iniciados e juvenis. Com as competições estruturadas segundo um modelo de dois grupos de 3 equipas, apurar-se-ão as duas melhores classificadas, seguindo-se meias-finais e a grande final.

As categorias de petizes, traquinas (domingo) e juniores masculinos sub-20 (sábado) funcionarão apenas num dia, segundo o clássico modelo quadrangular.

 

Do Seleccionador Nacional ao Secretário de Estado do Desporto

O seleccionador nacional de futsal, Jorge Braz, um dos nomes fortes associados ao evento, tudo fará para repetir a presença do ano anterior, naquele que será um dos grandes aliciantes do Vitória Futsal Cup – Masters 2016, alimentando os níveis de entusiasmo e motivação das centenas de jovens candidatos a craque que se exibirão nas quadras da Nave e do Pavilhão municipais. Um chamariz que subirá ainda mais de tom caso se concretize a visita do padrinho do torneio, o histórico capitão do Sport Lisboa e Benfica e um dos atletas com mais internacionalizações pela Selecção Nacional, Gonçalo Alves, envolvido neste fim de semana, como em 2015, na luta pelo título nacional de seniores, na final diante do Sporting CP.

Confirmadas estão as presenças dos restantes membros da Comissão de Honra: João Paulo Rebelo (secretário de Estado do Desporto e Juventude), Ricardo Gonçalves (presidente da CM Santarém), Inês Barroso (vereadora do Desporto da CM Santarém), Francisco Jerónimo (presidente da Associação de Futebol de Santarém), Rui Manhoso (vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol), Pedro Dias (director para o futsal da Federação Portuguesa de Futebol) e Carlos Marçal (presidente da União de Freguesias da Cidade de Santarém).

 

Conferência de imprensa que destaca orgulho de ver Santarém no top 10 nacional

No passado dia 3 de Junho, realizou-se, no piso 2 do W Shopping, em Santarém, a conferência de imprensa que assinalou a apresentação oficial do Vitória Futsal Cup Masters 2016, contando com uma mesa abrilhantada por algumas das personalidades ilustres que compõem a referida Comissão de Honra, casos de Ricardo Gonçalves, Francisco Jerónimo, Rui Manhoso e Abílio Ribeiro (em representação da União de Freguesias da Cidade de Santarém), além do anfitrião André Tavares, da administração do W Shopping, parceiro do evento. Luís Martins, presidente da Direcção do clube, conduziu a conferência, na qual a comunidade vitoriana presente se embeveceu com palavras como as do líder da Associação de Futebol de Santarém, Francisco Jerónimo, que considerou que “o Masters é a confirmação da grande capacidade que este jovem clube tem de mobilizar os seus elementos e toda a comunidade, sendo um torneio que contribui de forma decisiva para o crescimento sustentado do futsal e que constituirá um marco para o futuro destes jovens”. E remata: “É muito bom para a Associação de Futebol de Santarém ver um clube seu filiado no top 10 de uma modalidade em termos de atletas inscritos”.

Já Rui Manhoso, vice-líder federativo, destacou: “Para a Federação Portuguesa de Futebol é uma honra a realização de um torneio desta envergadura, que consideramos ser já um dos maiores, senão o maior, no nosso país”. O histórico dirigente, que durante décadas liderou os destinos da AF Santarém, louvou “o facto de serem convidados clubes oriundos de todas as Associações do País, uma prova inequívoca de que o futsal deixou de ser o parente pobre do futebol”. E recorda: “Tive oportunidade de presenciar a edição anterior do torneio, e o que vi foi uma autêntica feira de trabalho e um grande dinamismo de todos os vitorianos”. Uma comunhão e um amor à camisola que se tem demonstrado decisivo na fulgurante ascensão do clube na última década.

O presidente da Câmara Municipal de Santarém, Ricardo Gonçalves, fez questão de frisar que, graças ao Vitória Futsal Cup, “a 11 e 12 de Junho, Santarém não só será a capital nacional da agricultura, como também do futsal”, enaltecendo a “vitalidade excepcional do Vitória Clube de Santarém e a presença de clubes de todos os distritos, o que prova que o torneio é já uma referência em termos nacionais”. “É para nós um enorme orgulho ter este torneio em Santarém”, considerou, confirmando a sua presença no evento.

Palavras corroboradas por Abílio Ribeiro, que apelou “aos jovens participantes que desfrutem deste momento”, congratulando “toda a organização do Vitória pelo excelente trabalho que tem vindo a desenvolver ao longo dos anos”.

Dois dias, dois pavilhões, 18 distritos, 36 equipas, cerca de 500 atletas e 100 técnicos, mais de 1100 refeições, 2000 lanches e centenas de alojamentos: este é um menu confeccionado à custa de vários ingredientes indispensáveis: organização, iniciativa, inovação, dinamismo, dedicação e muito, muito sacrifício por parte da vasta equipa que ergueu e sustenta este projecto, acompanhada pelos preciosos apoios oficiais, como os da Câmara Municipal de Santarém, da empresa municipal Viver Santarém, da Associação de Futebol de Santarém, da Federação Portuguesa de Futebol e da União de Juntas da Cidade de Santarém e da Junta de Freguesia do Vale de Santarém, além da enorme receptividade demonstrada pelo tecido empresarial do distrito e pelos demais colaboradores e entidades privadas, como a Escola Profissional do Vale do Tejo, um dos principais parceiros.

Factores que, conjugados, resultam naquilo que estará em exibição durante dois dias no palco dos sonhos do desporto de Santarém: o maior evento de futsal jovem que Portugal já presenciou. A 11 e 12 de Junho, todos os caminhos desembocam nos pavilhões municipais de Santarém!

02 junho 2016

Vitória Futsal Cup Masters 2016, o torneio que junta todos os distritos de País, eleva Santarém a capital nacional do futsal a 11 e 12 de Junho

Após a edição inaugural, em 2015, ter representado um sucesso estrondoso, enaltecido com pompa pela crítica especializada, o Vitória Clube de Santarém organizará nos próximos dias 11 e 12 de Junho o Vitória Futsal Cup - Masters 2016, o único evento nacional no âmbito do futsal de formação que é transversal a todos os distritos do País, movimentando em Santarém 7 escalões de formação (com jovens entre os 5 e os 20 anos de idade).

Este é um evento delineado segundo um conceito inédito, assente num formato pioneiro no País: em prova, durante 2 dias, estarão somente equipas representativas dos clubes de cada distrito com mais equipas e atletas inscritos na respectiva Associação de Futebol na época 2015/16, naquela que é uma firme pretensão do clube vitoriano de valorizar e prestigiar aqueles que maiores esforço e dinamismo dedicam diariamente à promoção do futsal.

Este conceito assenta, mais uma vez, num trabalho exaustivo do departamento de futsal do Vitória Clube de Santarém, que, anualmente, promove uma pesquisa com recurso ao portal oficial da Federação Portuguesa de Futebol, da qual resulta um levantamento global do número de atletas federados de todos os clubes portugueses que movimentam aquela que, actualmente, é a mais representativa das modalidades de pavilhão em solo luso.

Conforme as disponibilidades indicadas por cada clube e a limitação do número de vagas para cada escalão, o Vitória Clube de Santarém elaborou a composição final das várias provas, que contemplam os escalões de petizes/traquinas (nascidos entre 2006 e 2009), benjamins (2004 e 2005), infantis (2002 e 2003), iniciados (2000 e 2001), juvenis masculinos (1998 e 1999) e juniores masculinos sub-20 (1995, 1996 e 1997).

 

19 distritos presentes num absoluto recorde nacional

Após movimentar milhares de atletas desde a 1.ª edição (em 2011), o Vitória Futsal Cup, desde 2015 em formato Masters, supera este ano o seu recorde de representação nacional, contando com 19 distritos de Portugal Continental e dos arquipélagos dos Açores e da Madeira. Do cardápio futsalístico global do País, apenas ficam ausentes as associações açorianas da Horta e de Ponta Delgada e a de Beja (distrito que marcou presença em 2015, mas que atualmente apenas movimenta 5 equipas de juniores ao nível do futsal de formação).

Confirmada está, portanto, a representação dos distritos de Algarve, Angra do Heroísmo, Aveiro, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Guarda, Leiria, Lisboa, Madeira, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu, o que representa um recorde absoluto de movimentação nacional em torno do futsal jovem. Dados impressionantes que elevam o concelho e o distrito de Santarém, por dois dias, ao estatuto de capital do futsal de formação nacional. 

 

Capitão do SL Benfica e seleccionador nacional em Comissão de Honra de luxo

À imagem do que sucedeu em 2015, o padrinho do torneio tornará a ser o capitão do Sport Lisboa e Benfica, Gonçalo Alves, um dos jogadores portugueses que contam com maior número de internacionalizações na História da Federação Portuguesa de Futebol e que, curiosamente, impulsionou o arranque das camadas jovens no Vitória Clube de Santarém, em 2009, com a academia que geria em conjunto com outro internacional, Pedro Costa, a acreditar então num projecto vitoriano que viria a catapultar o clube ao estatuto de 6.º maior emblema do País em termos de atletas federados.

No luxuoso elenco que volta a compor a Comissão de Honra do evento, o craque benfiquista faz-se acompanhar de outras figuras emblemáticas do futsal português, como é o caso do seleccionador nacional Jorge Braz, que, apesar de não poder marcar presença na conferência de imprensa de apresentação (que tem lugar hoje, às 17h30, no piso 2 do W Shopping), tentará estar presente num dos dias do torneio, à imagem do que sucedeu na edição transacta. Um dos maiores mestres do futsal mundial, congratula “o Vitória por manter esta iniciativa”, considerando que o Vitória Futsal Cup Masters “é já um dos torneios de referência em termos nacionais”. Palavras que só podem encher de orgulho os universos vitoriano e escalabitano!

Além destes dois nomes fortes do futsal nacional e mundial, o torneio conta com uma Comissão de Honra composta por nomes como os Ricardo Gonçalves (presidente da CM Santarém), Inês Barroso (vereadora do Desporto da CM Santarém), Francisco Jerónimo (presidente da Associação de Futebol de Santarém), Rui Manhoso (vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol), Pedro Dias (director para o futsal da Federação Portuguesa de Futebol) e Carlos Marçal (presidente da União de Freguesias da Cidade de Santarém).

Já Pedro Dias, considera “o Vitória Clube de Santarém um clube jovem, dinâmico e inovador, que tem sabido contornar as dificuldades que o País apresenta com criatividade, trabalho e muita dedicação. E frisa: “A organização deste evento é um exemplo demonstrativo da grande capacidade de organização e mobilização do clube, mas também um sinal de que está empenhado no crescimento sustentado da modalidade, fazendo uma aposta forte nos escalões prioritários”.

Uma aposta que merece que toda a população escalabitana testemunhe ao vivo mais este momento histórico no desporto de Santarém!

 

Femininas recebem faixas no Torneio Nacional “Mário Nobre”

Como aperitivo para o Vitória Futsal Cup Masters, o Vitória Clube de Santarém organizará a 4 de Junho o seu já emblemático Torneio Nacional de Futsal Feminino “Mário Nobre”, prova que homenageia uma das personalidades, entretanto desaparecida, cujo contributo foi fulcral para a implementação e a sustentabilidade daquilo que hoje representa o ideal vitoriano.

A competição, este ano em versão mais reduzida, decorrerá na Nave Municipal de Santarém a partir das 14h45, num momento que, simultaneamente, assinalará a entrega das faixas, medalhas e taça alusivas à conquista, em 2015/16, do segundo Campeonato Distrital conquistado pela equipa sénior feminina no seu historial.

06 maio 2016

Dois atletas do Vitória Clube de Santarém integraram estágio da primeira Selecção Nacional Sub-15 de Futsal, perante o olhar do seleccionador nacional “A”

Experiência inesquecível para os dois futsalistas do Vitória Clube de Santarém recém-convocados para o mais elevado patamar competitivo do seu escalão etário: durante três dias, entre os passados dias 29 de Abril e 1 de Maio, Eduardo Carvalho e Paulo Nunes integraram oprimeiro estágio de sempre da Selecção Nacional de Futsal Sub-15, vivenciando o privilégio de integrar o rol de melhores atletas portugueses da sua geração.

Carregando às costas as bandeiras do Vitória e do concelho de Santarém, os dois vitorianos evoluíram, no Centro de Estágios de Rio Maior, às ordens de uma equipa técnica da Federação Portuguesa de Futebol liderada pelo professor José Mendes, mas acompanhada de perto pelo seleccionador nacional “A”, Jorge Braz, que integrou no terreno as quatro sessões de treino ministradas em intensos três dias, um período para o qual está reservada uma assoalhada de imortalidade no sótão de recordações dos que os experienciaram.

No leque de atletas eleitos, louve-se a visibilidade do Vitória Clube de Santarém, um dos únicos seis emblemas com honras de figurar em dose dupla na convocatória, aspecto em que apenas foi suplantado pelos gigantes SL Benfica (três selecionados) e Sporting CP (três) e pelo campeão da AF Porto, o Caxinas Poça Barca (cinco).

Dentro da quadra, apesar do natural nervosismo, os vitorianos souberam explanar os argumentos qualitativos que mereceram o piscar de olho federativo, com o pé esquerdo de Eduardo Carvalho a luzir no epicentro dos 29 atletas que exibiram os seus dotes no Pavilhão Municipal de Rio Maior, assim como os reflexos de Paulo Nunes, cuja fulgurante evolução competitiva desde a sua chegada ao Vitória CS culminou nesta presença no lote dos quatro (!) melhores guardiões do País na sua categoria.

Cumprido o sonho luso, os dois atletas regressam agora às rotinas do seu clube, preparando-se para amanhã, sábado, dia 7 de Maio, adicionar o título de campeões distritais de iniciados aos seus já ricos palmarés, bastando aos 100% vitoriosos líderes apenas um ponto na recepção ao Casal do Grilo.

O escalabitano Paulo Nunes, de 15 anos, estreou-se desportivamente no futsal vitoriano, em 2012, enquanto infantil, tendo-se sagrado bicampeão no escalão. Além da iminente conquista em iniciados, esta temporada inscreveu já o seu nome no rol de vice-campeões de juvenis.

Quanto a Eduardo Carvalho, o príncipe de Alcanhões, também de 15 anos, nado e criado no Vitória, chegou ao clube em 2011, tendo vindo desde então a assumir-se paulatinamente como um dos valores mais sólidos do clube e do futsal distrital. O esquerdino apresta-se amanhã para somar o seu quarto título de campeão distrital em cinco épocas de clube (um em benjamins, dois em infantis e, tudo o indica, um em iniciados).

Aproveite a oportunidade para apreciar o talento destes e dos outros craques vitorianos: amanhã, 16h00, na Nave Municipal de Santarém.

 

Benjamins e infantis demolidores 

Nos entretantos destes capítulos de impacto nacional promovidos pelo emblema azul, vão emergindo novas fornadas de atletas que têm alimentado a paixão pelo futsal a partir do berço. Nas restantes provas oficiais ainda a decorrer em 2015/16, muitos golos para adepto vitoriano ver e saborear: os benjamins deslocaram-se ao reduto do FutAlmeirim, nas Fazendas de Almeirim, e golearam por 13-0, enquanto os infantis bateram na Nave Municipal o CA São Vicentense por expressivos 10-2.

Os benjamins, já campeões distritais, dão assim mais um passo seguro rumo a novo títulooficial, liderando já o Torneio de Encerramento da AF Santarém. Este foi o 18-º triunfo em igual número de desafios oficiais já disputados esta temporada, um argumento inequívoco nahora de anunciar com propriedade mais uma geração de ouro no futsal do Vitória Clube deSantarém.

Neste último encontro, balançaram a rede Gui Casaca (4 golos), André Paulo (3), CarlosBernardino (2), Simão Moteiro (2), JP e António Quito, tendo alinhado ainda Alex Pereira e Gil Costa. No próximo domingo, 8 de Maio, às 11h00, na Nave Municipal, recepção ao CA SãoVicentense para a 3.ª jornada da prova.

 

Já os infantis, também envolvidos no respectivo Torneio de Encerramento, continuam a palmilhar recta final de luxo, após período algo acinzentado a meio da temporada. Este último encontro em casa, diante do CA São Vicentense (formação diante da qual os vitorianos haviam tropeçado há poucas semanas), foi a evidência perfeita de que a magia se solta quando a atitude se alia ao talento.

O tridente composto por Duarte Nunes (4 golos), Xavi Malpique (2) e Miguel Neves (1), que vale, para já, 99 golos oficiais em 2015/16, voltou a estar em plano de destaque, num colectivo globalmente inspirado: Tomás Pinho (1), António Sezões (1) e Rúben Santos (1), Rodrigo Ramos e Diogo Delgado.

A última ronda do Torneio de Encerramento disputa-se amanhã, na Nave Municipal, pelas 18h00, frente ao GD Ribeira Fárrio.

28 abril 2016

Clube vitoriano, à beira de novos títulos, supera os 1000 golos em 2015/16 e coroa época de sonho com chamada histórica

Vitória Clube de Santarém coloca dois atletas na Selecção Nacional

É um momento histórico para o Vitória Clube de Santarém: Eduardo Carvalho e Paulo Nunes, atletas da equipa de iniciados do clube, integram a convocatória para o primeiro estágio de sempre de uma Selecção Nacional de Futsal Sub-15, a realizar entre 29 de Abril e 1 de Maio, no Centro de Estágios de Rio Maior.

Esta chamada por parte do seleccionador nacional, o professor José Mendes, representa a primeira ocasião, em termos absolutos, em que o clube escalabitano coloca atletas numa selecção das Quinas, naquele que é mais um marco inolvidável no seu percurso enquantoescola de formação de referência, assim como na sua missão de projectar o futsal no concelho de Santarém.

Os dois selecionados integram já os quadros do Vitória há largas temporadas, com o esquerdino Eduardo Carvalho a estrear-se em 2011, época em que ajudou o clube a somar o seu primeiro título de sempre, sagrando-se campeão distrital de benjamins, enquanto o guarda-redes Paulo Nunes chegaria em 2012, inscrevendo também ele, desde logo, um troféu de campeão no currículo (infantis). Desde então que ambos têm coleccionado inúmeros títulos e galardões, integrando uma geração dourada que tem feito as delícias dos vitorianos e que contempla outros elementos de talento extra, com qualidade para seguir as pisadas destes dois atletas nos maiores palcos do futsal nacional.

 

Mais de 1000 golos em 2015/16

Entretanto, prossegue a temporada de sonho do Vitória Clube de Santarém em 2015/16, com mais títulos a avizinharem-se e com a obtenção de diversas marcas de relevo: no último domingo, na visita aos já campeões Os Patos, a equipa de infantis rubricou exibição de gala, triunfando por categóricos 6-4 e, pelo meio, apontando o golo 1000 do clube vitoriano esta época, totalizando todos os seus escalões competitivos.

A honra coube ao irreverente Duarte Nunes, na sequência de superior jogada individual, num momento em que se consumava a recuperação épica dos pupilos de Ivo Costa, que se viram a perder por 0-3 nos momentos iniciais do encontro, mas que, fruto de uma exibição colectiva luxuosa, chegariam aos 6-3 já na segunda metade. Uma manhã de sonho para Miguel Neves (4 golos), Xavi Malpique (1), Duarte Nunes (1), Diogo Delgado, António Sezões, Rodrigo Ramos e Luís Pampilhosa!

 

Na véspera, também a contribuir para o milhar de tiros certeiros, os iniciados, líderes do Campeonato Distrital, foram a Coruche defrontar o vice-líder da geral e os expressivos 6-1 a favor da turma de Ivo Costa deixam prova inequívoca da justiça de um título que se afigura a apenas um ponto, quando ainda faltam três rondas para o final da prova (são agora oito os pontos de vantagem no cume da tabela).

Na construção de mais um grande resultado, participaram Paulo Nunes, Miguel Oliveira (1), Jony (3), Eduardo Carvalho e Bernardo Bernardino; João Peitaço (1), Bernardo Garcia (1), Miguel Tomé, Diogo Madeira, João Francisco e Duarte Nunes.

 

Vitória estreia mais “velho” de sempre

Também em veteranos, o Vitória soma e segue, contando por triunfos os desafios realizados no pioneiro Distrital da categoria. Na passada sexta-feira, diante da AD Cruz de Cristo, os vitorianos venceram por 6-3, numa partida que contou com especial homenagem ao sócio nº 1 e um dos fundadores do clube, António Pardelhas, que, em dia de aniversário, se estreou oficialmente enquanto atleta do clube.

Titular, capitão e com o dorsal 1 nas costas, o mítico vitoriano tornou-se assim, aos 60 anos de idade, o atleta mais velho de sempre a participar num jogo oficial sob a égide da Associação de Futebol de Santarém, levando ao delírio a jovem falange de adeptos que, de pé, entoou cânticos emocionados ao “rei Pardelhas” no momento da sua substituição, precisamente para dar lugar ao filho, Sérgio Fernandes.

Também para os registos de História do clube entra o nome de Rui Paulo, ao apontar o golo mais “idoso” de sempre dos azuis, em plenas 43 primaveras, suplantando a sénior feminina Flávia Rolo (havia facturado esta época aos 42 anos).

Sérgio Fernandes, Sérgio Ramos, Marco Pinto e Nuno Pita Soares (2) rubricaram os restantestentos de um triunfo que coloca o Vitória na senda de mais um título distrital, numacompetição que está a corresponder a todas as expectativas de fair-play e promoção damodalidade, pretendendo cativar novos emblemas para a próxima temporada.

 

 

Sporting no adeus às taças nacionais

No âmbito nacional, as duas equipas do Vitória Clube de Santarém envolvidas nas respectivas Taças Nacionais despediram-se no passado domingo, após desaires na última ronda da 1.ªfase.

Os juvenis, já matematicamente arredados da discussão do apuramento, viveram, porém,momento apoteótico na Nave de Santarém, com o jovem clube escalabitano a tornar a receber em sua casa o gigante Sporting Clube de Portugal. O resultado (2-12) não deslustra, contudo, a

boa réplica dada pelos vitorianos diante do tricampeão… nacional. A prová-lo está o facto de oprimeiro golo ter surgido apenas aos 12 minutos, após férrea resistência dos escalabitanos, que ousariam ainda balançar as redes leoninas em duas ocasiões.

Os autores desse feito seriam Luís Menino e Miguel Garcia, que se tornou assim o primeiro atleta do clube a marcar oficialmente ao Sporting CP em casa e fora de portas.

Já a equipa sénior feminina, ainda sonhava com o próximo patamar da competição, “bastando” para isso um triunfo folgado, por 3 tentos, na visita ao líder do grupo, o Arneiros.

Todavia, a formação de Hugo Vieira não conseguiu contrariar a enorme valia das lisboetas, que não permitiram veleidades, vencendo por 3-1. O golo vitoriano seria apontado por Kanuka.

 

Escalões de base em grande forma

Na actividade dos mais jovens, nota para a entrada a vencer dos já campeões distritais de benjamins na última competição oficial de 2015/16, o Torneio de Encerramento da AF Santarém.

O 3-2 frente à AD Cruz de Cristo, na Nave Municipal, representou o 17.º triunfo da equipa de Carla Paulino em igual número de encontros disputados esta temporada, com os artilheiros Carlos Bernardino (2) e André Paulo a darem balanço aos vitorianos para a conquista de mais um troféu.

Já em traquinas, no feriado de segunda-feira, jogo de grande entusiasmo na vila de Coruche, inserido nas actividades do Street Food Festival: os pequenos grandes vitorianos deixaram-se contagiar pelo ambiente frenético que rodeou a quadra, e arrancaram estóico triunfo por 3-2, após briosa actuação colectiva.

O supersónico Cristiano Bernardino fez os três golos azuis, em tarde de superlativa inspiração dos guardiões Madalena Domingos e Gonçalo Fonseca, que confirmaram a qualidade da escola de guarda-redes do clube escalabitano. Rodrigo Ferreira, Afonso Ferreira, Simão Mena, João Duarte, Gabriel Esteves, João Esteves e o estreante Tomás Pinto foram os outros artistas deserviço.

 

Com brilho intenso, exibiu-se igualmente a formação de petizes, em mais um momento dos Encontros Distritais da AF Santarém, realizado no sábado em Torres Novas. Duas vitórias e umempate foi o registo dos irrequietos pupilos de Carla Paulino, que chegaram aos golos por JoãoEsteves (4) e Duarte Carvalho (3). Somem-lhes os nomes de Rodrigo “Mini” Coelho, Gui Bento, Afonso Fernandes e Tomás Fachadas, e estão encontrados rostos talhados para colorir, por muitos anos, o futuro do futsal do Vitória Clube de Santarém.

 

Resultados do futsal do Vitória CS:

Petizes: Vitória CS, 4 – Cruz de Cristo, 3; Vitória CS, 1 – CB Golegã, 0; Vitória CS, 1 – NS Torres Novas, 1;

Traquinas: CAD Coruche, 2 – Vitória CS, 3;

Benjamins: Vitória CS, 3 – Cruz de Cristo, 2;

Infantis: CD Patos, 4 – Vitória CS, 6;

Iniciados: CAD Coruche, 1 – Vitória CS, 6;

Juvenis: Vitória CS, 2 – Sporting CP, 12;

Seniores masculinos: Salvaterrense, 5 – Vitória CS, 2;

Seniores femininos: Arneiros, 3 – Vitória CS, 1;

Veteranos: Cruz de Cristo, 3 – Vitória CS, 6.

20 abril 2016

Vitória Clube de Santarém prossegue invicto na liderança do Campeonato de Iniciados após goleada expressiva aos campeões em título

Vitorianos aventuraram-se no futsal… de 11

A equipa de iniciados do Vitória Clube de Santarém prossegue imponente na sua incansável perseguição pelo único título distrital que falta no palmarés do clube no âmbito do futsal jovem! No último sábado, na Nave Municipal de Santarém, os pupilos de Ivo Costa entusiasmaram a plateia com a prática de um inovador futsal… de 11: na recepção ao CD Os Patos, campeão do escalão nas últimas temporadas, os vitorianos aplicaram demolidores 11-3, cimentando o 1.º posto da classificação do Campeonato Distrital da categoria.

Diante do conjunto proveniente do Rossio ao Sul do Tejo, e com a tarefa de manter 5 pontos de vantagem em vésperas de visitar o reduto do 2.º classificado (desafio agendado em Coruche para este sábado, às 16h00), o Vitória exibiria uma das suas piores faces na primeira metade do desafio, permitindo que, pela primeira vez esta temporada, um opositor recolhesse às cabinas galvanizado com um resultado positivo.

Apesar de um absoluto domínio azul, oscore ao intervalo situava-se em 2-2. No entanto, no descanso, o técnico Ivo Costa traçaria com mestria o rumo a tomar, e a máquina vitoriana começou, enfim, a carburar. Num ápice, artistas e operários deram as mãos para protagonizar um espectáculo enleante, frenético, entusiasmante, do melhor que se pode visionar nas quadras do futsal distrital. Em sucessivas jogadas colectivas envolventes, concluídas quase sempre com toques de perlimpimpim dos mágicos de serviço, os golos do Vitória suceder-se-iam em catadupa, e o empate registado ao intervalo rapidamente adquiriu roupagem de goleada: 11 golos aos campeões em título… é obra!

Neste encontro, Ivo Costa apostou em Paulo Nunes, Miguel Oliveira, Jony (2), Bernardo Bernardino (1) e Eduardo Carvalho (3); Bernardo Garcia (1), Diogo Madeira, João Peitaço (1), Miguel Tomé, Pedro Santos (1), Diogo Gonçalves (1) e João Francisco (1).

 

Sporting visita Santarém

No âmbito nacional, escreveu-se mais um capítulo na aventura dos juvenis na presente edição da Taça Nacional da categoria: o Vitória, de Hugo Frazão, deslocou-se no passado domingo a solo algarvio, para defrontar o CDR Pedra Mourinha (Portimão). E, apesar da boa réplica exibida no primeiro tempo (2-2), os vitorianos acabariam traídos pelo enorme desgaste inerente à operação, saindo derrotados por 2-7.

Logo nos primeiros segundos, Rodrigo Cotrim inaugurou o marcador, colocando o valioso opositor em sentido. A reacção seria, porém, assertiva, com a reviravolta a consumar-se ainda nos minutos iniciais. Depois, e antes do descanso, Miguel Garcia, com apontamento de classe, daria o último sinal da graça vitoriana antes de um penoso arrastar até final da partida.

Menção, todavia, para o brilhante trajecto realizado esta temporada pelos escalabitanos, que têm conduzido o nome do concelho de Santarém a alguns dos maiores palcos do futsal nacional: no próximo domingo, dia 24 de Abril, às 16h00, é a vez de vestir o papel de anfitrião, recebendo na Nave Municipal o todo-poderoso Sporting Clube de Portugal na última ronda desta fase da competição.

E Portimão, o Vitória alinhou com Luís Guedes, Francisco Sousa, Rodrigo Cotrim (1), Luís Menino e Miguel Garcia (1); André Witsel, Diogo Takuara e Rúben Frazão.

 

Em infantis, regresso aos triunfos dos campeões distritais nas passadas três temporadas: na sempre árdua deslocação à Freixianda, para defrontar o GD Ribeira Fárrio, o Vitória Clube de Santarém saiu incólume de um autêntico temporal de golos, após jogo de loucos: 7-6 foi o resultado.

Após adquirirem surpreendente vantagem madrugadora de 5-0 (!), os comandados de Ivo Costa mergulharam, porém, num período amorfo, desligado, permitindo ao adversário uma épica recuperação para 5-5, já no segundo período.

Porém, um incremento de atitude e o despertar do brio vitoriano salvariam a tarde, com Duarte Nunes e João Portugal a fecharem o marcador.

O Vitória alinhou com Diogo Delgado, Rodrigo Ramos, Miguel Neves (3), Xavi Malpique (1) e Tomás Pinho (1); João Portugal (1), Rúben Santos, António Sezões, Duarte Nunes (1) e Joana Limeiro.

 

Resultados do futsal do Vitória CS:

Traquinas: Futalmeirim, 1 – Vitória CS, 0; Eléctrico FC, 1 – Vitória CS, 1; NS Torres Novas, 2 – Vitória CS, 0;

Infantis:  Ribeira Fárrio, 6 – Vitória CS, 7;

Iniciados: Vitória CS, 11 – CD Patos, 3;

Juvenis: Pedra Mourinha, 7 – Vitória CS, 2.

01 abril 2016

Vitória Clube de Santarém coloca 6 atletas na Selecção Sub-15 em fim de semana de estreia a pontuar na Taça Nacional de Juvenis

Pedra(da) algarvia empata vitorianos

O Vitória Clube de Santarém amealhou o seu primeiro ponto em provas nacionais esta temporada, no passado domingo, em encontro a contar para a 2.ª ronda da Taça Nacional de Juvenis de Futsal: na recepção ao CDR Pedra Mourinha (AF Algarve), os vitorianos obtiveram um empate a cinco bolas, que acaba, porém, por deixar um travo amargo nas hostes escalabitanas, fruto de uma vantagem de 5-2 desbaratada já na etapa final do desafio. Numa tarde de futsal verdadeiramente alucinante, os pupilos de Hugo Frazão ousaram impor um domínio senhorial na primeira metade do encontro, alicerçado numa exibição segura e cativante, traduzida em alguns tentos de superior efeito. O regressado Luís Menino, Miguel Garcia e o ainda iniciado Jony (por duas vezes) materializaram um ascendente azul que se traduziria numa vantagem por 4-1 no final da primeira parte, com o segundo golo do camisola 10 vitoriano, num chapéu de cabeça, a retratar na perfeição a excelência da prestação do 9.º emblema nacional com mais atletas federados.

Contudo, no segundo tempo, os algarvios surgiram dispostos a equilibrar a contenda, e reduziram de pronto, nos minutos iniciais, convocando sinal de alerta na formação do Vitória. Essa injecção de moral seria, todavia, contrariada de seguida pelo bis de Luís Menino, após solicitação de mestre de Eduardo Carvalho, naquele que seria o último lampejo de classe dos vice-campeões distritais da AF Santarém.

Daí em diante, os vitorianos mergulharam numa inesperada fase de desnorte, permitindo três golos de uma assentada ao conjunto proveniente de Portimão, que, ainda assim, no último suspiro do encontro, poderia ter regressado ao sul do País sem pontos na bagagem, tivesse o derradeiro contra-ataque do Vitória sido alguns… milésimos de segundo mais expedito.

Apesar do resultado, o Vitória Clube de Santarém prossegue vivo na luta pelo apuramento para a 2.ª fase, deslocando-se, no próximo domingo, pelas 15h00, ao Pavilhão da Escola Básica de Santa Iria da Azoia para defrontar um dos gigantes nacionais, o Sporting Clube de Portugal. Frente ao Pedra Mourinha, alinharam Rúben Frazão, Francisco Sousa, Jony (2), Paulo Cova e Luís Menino (2); Miguel Garcia (1), Rodrigo Cotrim, Eduardo Carvalho, André “Witsel” e Diogo “Takuara”; Luís Guedes e Miguel Oliveira.

 

Seis vitorianos na Selecção Sub-15

O Vitória Clube de Santarém regista presença de peso na convocatória final da Selecção Distrital de Futsal Sub-15 da AF Santarém, que enfrenta, entre 28 de Março e 1 de Abril, o Torneio Inter-Associações da categoria, em São João da Madeira. Diogo Madeira, João Peitaço, Eduardo Carvalho, Jony, Bernardo Bernardino e Paulo Nunes são, assim, os dignos representantes do clube e do concelho de Santarém nesta grande montra do futsal jovem nacional, coroando desta forma o percurso de excelência que têm cumprido na sua formação no Vitória Clube de Santarém, emblema do qual são já figuras incontornáveis. 

Depois de Paulo Cova (sub-17) e Tatiana Ribeiro (sub-19), o sexteto engrossa para oito os atletas do clube convocados para fases finais se selecções na presente temporada, emergindo de entre um contingente de 14 vitorianos que mereceram a chamada para os treinos de pré-selecção.

22 março 2016

Duas equipas do Vitória Clube de Santarém estrearam-se nas Taças Nacionais da Federação Portuguesa de Futebol

Futsal vitoriano em estreia histórica na ilha da Madeira

As duas equipas do Vitória Clube de Santarém que disputam provas nacionais sob a égide da Federação Portuguesa de Futebol conheceram, no passado fim de semana, uma estreia agridoce nas respectivas Taças Nacionais de Futsal: à satisfação e ao orgulho de representar o clube e o concelho de Santarém nos maiores palcos nacionais não corresponderam, porém, os resultados desportivos: a formação sénior feminina foi à Madeira defrontar o GD Apel, saindo derrotada por 4-7, enquanto os juvenis também não lograram somar pontos na deslocação ao Montijo, perante a Academia Bairro Miranda (0-3).

A “operação Madeira” encetada pelas campeãs distritais da AF Santarém representou a primeira aventura insular do jovem emblema de Santarém, que, desta forma, deu mais um passo na sua afirmação como potência futsalística reconhecida no panorama nacional. Durante dois dias, a turma de Hugo Vieira levou o nome do Vitória Clube de Santarém até paragens nunca antes exploradas, não conseguindo, porém, trazer na bagagem os tão ambicionados três pontos.

Ainda assim, a boa réplica permite acalentar expectativas de apuramento para a 2.ª fase da prova, num grupo que integra ainda o Arneiros (AF Lisboa) e que premiará os dois primeiros classificados. Bete Tavares (2), Andreia Neves e a estreante Ana Rita Vieira apontaram os primeiros golos vitorianos fora do continente em mais uma caminhada com chancela nacional.

Já os juvenis, orientados por Hugo Frazão, experienciaram igualmente o elevado grau de dificuldade de uma prova que reúne os melhores classificados de cada distrito, não sendo capazes de travar o favoritismo caseiro do Bairro Miranda, clube com considerável tradição no futsal de formação da AF Setúbal.

Integrados num grupo poderoso, que integra ainda o Sporting Clube de Portugal e o Pedra Mourinha (AF Algarve), os vitorianos prosseguirão a luta pelo apuramento na recepção aos algarvios, já esta sexta-feira, às 19h30, na Nave Municipal de Santarém.

Invencíveis “intramuros”

No contexto distrital, os já campeões distritais de benjamins asseguraram a entrada na última ronda com um pecúlio 100% vitorioso, após vencerem o Ribeira Fárrio, na Freixianda, por 4-1. Ao golo inaugural de André Paulo seguiu-se o hat-trick de Carlos Bernardino, o goleador-mor do distrito nas diversas provas de futsal da AF Santarém em 2015/16.

Sem mácula continua igualmente a folha de serviços da equipa de iniciados, que goleou por 5-1 na recepção ao Ferreira do Zêzere e permanece com 5 pontos de vantagem para o 2.º classificado no Campeonato Distrital da categoria. Bernardo Bernardino (2), João Peitaço, Diogo Madeira e João Francisco facturaram para os azuis.

A fechar o fim de semana, os seniores masculinos infligiram goleada expressiva ao CAD Coruche, por 10-3, dando sequência a um momento auspicioso que se traduz já em seis desafios consecutivos sem conhecer o sabor da derrota. À manita de Fábio Sequeira juntaram-se os golos de Robim Monteiro (2), Brasileiro, Zé Mendes e Luís Miguel, júnior que se estreou a marcar na formação principal.